top of page

Transição ESG: conheça os os riscos e oportunidades!

Negócios prósperos e duradouros são aqueles que possuem processos de gestão eficazes e transparentes, que geram valor para todas as partes interessadas e que são conscientes sobre o seu impacto no meio ambiente. Como agentes de transformação, empresas têm um enorme potencial de promover mudanças positivas no mundo.


A consolidação do termo ESG reflete a crescente preocupação do mercado financeiro em investir cada vez mais em negócios sustentáveis, que possuem boas práticas ambientais, sociais e de governança. Estamos vivenciando uma transição na qual empresas que buscam lucro a qualquer custo estão ficando sem espaço.


Árvores e moedas empilhadas em sentido de crescimento.

Neste artigo, você vai conhecer alguns riscos e oportunidades do ESG para a sua organização.


Por que ESG?


Seguindo os passos da União Europeia, a Resolução 059/21 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determinou que empresas de capital aberto são obrigadas a reportar diversos indicadores ESG desde Janeiro de 2023.


O cenário indica uma forte tendência de que relatórios de sustentabilidade serão obrigatórios para um número maior de empresas no futuro. Para além das regulações, consumidores e investidores têm se tornado cada vez mais exigentes, escolhendo organizações mais transparentes e conscientes sobre seus impactos socioambientais.


Em 2020, o Global Sustainable Investment Alliance (GSIA) estimou que o mercado global de investimentos sustentáveis atingiu US $35,3 trilhões, representando cerca de 36% dos ativos financeiros globais.



O que a sua organização pode ganhar?


De acordo com a pesquisa mais recente do Pacto Global da ONU, publicada em março de 2023, das empresas que implementaram estratégias ESG:


  • 70% observaram melhoria reputacional

  • 36% otimizaram recursos em seus processos

  • 34% relatam maior engajamento, atração e retenção de talentos 

  • 33% afirmam terem conquistado novos mercados


Além disso, há outros benefícios mencionados pelas organizações, como atração de novos investimentos, fidelização de clientes, redução de custos operacionais e jurídicos, segurança financeira, isenção tributária e aprimoramento dos processos de gestão e de gerenciamento de riscos.



Quais os riscos de não-implantação?


De acordo com o Pacto Global da ONU, atualmente cerca de 15,8% das empresas do setor industrial, 20% do agronegócio e 6,6,% do setor de serviços apontaram que já perderam negócios ou consumidores devido à falta de uma agenda ESG, sendo que 5,3% da indústria e 13,3% do agronegócio tiveram suas operações descontinuadas.


Declarações de sustentabilidade em empresas que não possuem metas específicas, monitoramento e plano de ação, são comumente vistas como greenwashing. Portanto, para gerenciar os impactos das atividades da empresa, é necessário integrar o ESG à estratégia do negócio.



Junte-se ao movimento de transição ESG!


Diante desse cenário de mudanças e da crescente importância das questões ESG, convidamos você a se envolver mais com essa temática, não apenas como um espectador, mas como um agente de transformação. A conscientização e a ação individual e coletiva são cruciais para promover práticas sustentáveis e éticas em nossas empresas e comunidades. 


À medida que o mercado e as regulamentações evoluem, e a sociedade demanda maior responsabilidade, a adoção de princípios ESG não apenas é uma escolha sábia, mas também uma oportunidade para o progresso sustentável. O compromisso com a sustentabilidade e a responsabilidade social não apenas impulsiona os negócios, mas também contribui para um futuro mais equitativo e resiliente para todos. 


Este é o nosso convite para você! Junte-se a nós nessa jornada e faça a diferença, seja qual for o seu papel na organização ou na comunidade. O futuro é sustentável, e é nosso dever moldá-lo!


Comentários


bottom of page